Cristallo Online | História
93
page,page-id-93,page-template-default,ajax_updown_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2,vc_responsive

Uma história de pioneirismo…

Em 1949, um jovem e corajoso italiano desembarcava sozinho no Porto de Santos, em sua bagagem, ele trazia a EXPERIÊNCIA e os SEGREDOS da produção do legítimo Panettone tipo Milano, especialidade que já existia a mais de 200 anos no Norte da Itália e que era inédita até então no Brasil.

O nome deste jovem era Armando Poppa, sempre determinado se diferenciava bastante dos outros “ragazzi“. Os meninos brincavam nas ruas e ele desde cedo já trabalhava, e com 11 anos já era confeiteiro e assim foi aprendendo todos os segredos da Confeitaria Italiana.

Armando Poppa, com seu coração de imigrante e seu entusiasmo de menino, conseguiu concretizar seu sonho de fazer o primeiro Panettone Milanês em terras brasileiras, além disto introduziu várias receitas européias de bolos e doces artesanais, muitas delas de sua própria criação, delícias que em pouco tempo iriam conquistar a cidade de São Paulo.

Mas seu espírito empreendedor o levaria além, pois em apenas 4 anos após sua chegada, Armando Poppa dá um passo fundamental na carreira e em 1953 inaugura sua própria, requintada e elegante doceria.

…a primeira Cristallo…

Rua Marconi, até então, centro nobre da Capital Paulista, inovou com suas maravilhosas vitrines, elas eram verdadeiras obras artesanais para a época, elas apresentavam os mais deliciosos doces, petit-fours, sorvetes, bombons e traziam novidades de acordo com as datas sazonais.

No mês de dezembro as longas filas de clientes eram comuns, eram pessoas vindas de diversas partes da cidade que ficavam horas para comprar os já conhecidos panettones “quentinhos”.

…a expansão empresarial…

Em poucos anos o sucesso se solidificou, outra filial foi aberta na Rua Dom José de Barros, próximo ao frequentadíssimo Cine Olido, nesse endereço a Cristallo lançou moda: “o disputado chá da tarde no Centro Chic de São Paulo“.

O conhecido Salão de Chá Cristallo, tornou-se um moderno e charmoso ponto de encontro da sociedade, onde lá muitas amizades, namoros e até casamentos se iniciaram.

Mais tarde, nos anos 70, o local seria marcante para a história da empresa, sob a supervisão de Liliana Poppa, esposa de Armando Poppa, inaugurou-se o GranLunch Restaurante Executivo, que servia receitas culinárias de Florença, enriquecendo o paladar de grandes banqueiros, comerciantes, industriais, além de artistas, políticos e intelectuais.

…a segunda geração…

Os filhos de Armando Poppa, Giovanna e José Poppa, assumiram o comando da Cristallo e com muita coragem e visão de mercado, a segunda geração da família adotou uma nova dinâmica para assegurar a expansão dos negócios, fechando as lojas do Centro Velho de São Paulo e transferindo em 1977, sua matriz para a elegante e glamorosa, Rua Oscar Freire.

…franchising e centro de produções…

Dá-se início a um arrojado projeto de mudanças, e em 1980, a empresa inicia um inédito sistema de franchising com a abertura de sua primeira franqueada, a loja da Galeria 2001, em plena efervescência da Av. Paulista.

Em 1987 constrói-se, no Bairro do Limão em São Paulo, uma nova e arrojada Central de Produções, com cerca de 1.500m² onde abrigou-se modernas e inovadas instalações.

Neste Centro de Produção, a Cristallo hoje, utiliza a melhor da tecnologia para continuar produzindo receitas artesanais do mais alto padrão, sem uso de conservantes e sem perder a sua principal característica e a filosofia que começou com a chegada de Armando Poppa ao Brasil e que atravessou o tempo com o seu lema de levar à qualidade a todos os seus produtos.

…la doce vita é qui…

E desde então, a Cristallo se dedica ao máximo para oferecer a mais alta qualidade em gastronomia. São cafés, panettones, doces, tortas, bolos, chocolates, pettit-fours, sorvetes e salgados, sem contar os saborosos produtos sazonais, cuidadosamente embalados por ocasião das datas comemorativas como Páscoa, Natal, Dias das Mães e Dia dos Namorados.

É uma linha que reúne mais de 200 itens, todos preparados com receitas artesanais, sem uso de conservantes e sob um forte controle de produção, que utiliza apenas matérias-primas de fornecedores rigorosamente selecionados e criteriosamente homologados por profissionais qualificados.

As diversas lojas, distribuídas por São Paulo, Grande São Paulo, Campinas e, no mais recente capítulo de expansão da empresa, em outros estados do país, marcam a solidez e o crescimento de uma marca tradicional, cuja história se confunde com a do primeiro panettone produzido no Brasil e que, até hoje, é sucesso em nossas mesas.